Ordenar por:

Notícias

A Unigel, uma das maiores petroquímicas do Brasil, planeja abrir seu capital no fim de 2019. A expectativa é de que a companhia a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) movimente US$ 500 milhões, segundo informações do jornal Valor Econômico.

10/12/2018 12h31

O Plano de Negócios e Gestão 2019-2023 da Petrobras, divulgado nesta quarta-feira (5) pela companhia, mostra que a petroleira prevê levantar US$ 26,9 bilhões com a venda de ativos, cuja venda já foi anunciada ao mercado. Os desinvestimentos incluem campos terrestres, de águas rasas, além de ativos em outros segmentos. 

06/12/2018 15h15

O presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Alexandre Barreto, vai apresentar nesta terça-feira (5) aos conselheiros da autarquia uma proposta  de abertura de um processo contra a Petrobras, que pode resultar na venda de ativos da estatal no setor de refino. As informações são do jornal Valor Econômico.

05/12/2018 17h15

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), decidiu transferir a votação do projeto de lei (PL) sobre a cessão onerosa que aconteceria nesta quarta-feira (28) para a próxima semana em busca de uma solução para o entrave. Segundo Eunício, ainda não há entendimento para a votar a proposta, que foi postergada novamente nesta semana. O PL seria votado na terça-feira (27). 

29/11/2018 14h49

A Constellation, empresa de óleo e gás do grupo Queiroz Galvão, está preparando pedido de recuperação judicial para os próximos dias. A companhia tem uma dívida de US$ 1,7 bilhão e tenta renegociá-la desde o começo do ano com seus credores, mas não obteve sucesso. A expectativa era que o pedido fosse homologado nessa quarta-feira (28), mas é possível que o pedido seja adiado para conseguirem apoio de mais investidores.  Com dívidas que superam os R$ 10 bilhões, o grupo tem tido dificuldade para aprovar o plano de reestruturação, em discussão com os credores desde o ano passado.

28/11/2018 15h35

O conselho de administração da Petrobras vai se reunir na quarta-feira, dia 28, para analisar seu novo Plano de Negócios e Gestão (PGN) para o período de 2019 a 2023, e pesar boas e más notícias. No início da semana, a estatal teve uma vitória e uma derrota no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Na tarde de segunda-feira, começaram a ser analisadas três autuações fiscais sobre aluguel de plataformas petrolíferas. Os casos envolvem questionamentos sobre a divisão de contratos para a exploração de petróleo: um por afretamento de embarcações e outro por serviços. As autuações desses três casos somam R$ 11,52 bilhões. Apenas o conselheiro Lazaro Antonio Souza Soares, representante da Fazenda e relator dos processos, votou – ele entendeu que todas as cobranças devem ser canceladas. O julgamento deve ser retomado somente em janeiro.

27/11/2018 13h04

O presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (MDB-CE), segue arquitetando um acordo que torne viável a votação do projeto de lei sobre a cessão onerosa do pré-sal e a divisão dos recursos com os estados e os municípios. No entanto, a proposta, que está na pauta desta terça-feira (27), será colocada em votação por Eunício no plenário do Senado na quarta-feira (28), segundo uma fonte consultada pelo Valor Econômico.

27/11/2018 11h22

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), afirmou nesta quarta-feira (21) em entrevista à imprensa que só poderá colocar em votação o projeto de lei (PLC 78/2018) que trata sobre a cessão onerosa do pré-sal, depois que for fechado um acordo para que estados e municípios também recebam parte dos recursos que serão arrecadados. As informações são da Agência Senado. 

22/11/2018 15h41

O economista Roberto Castello Branco, anunciado na segunda-feira (19) como futuro presidente da Petrobras, defende manter o foco da empresa em certas atividades, como na exploração e produção de petróleo. O presidente eleito Jair Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão, declararam que algumas partes da petroleira podem ser privatizadas, mas não a empresa toda. 

20/11/2018 12h44

A assessoria do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou, em uma nota na segunda-feira (19), que o economista Roberto Castello Branco aceitou o convite para presidir a Petrobras durante o governo de Jair Bolsonaro. Ele entrará no lugar de Ivan Monteiro, que chegou a ser cotado para permanecer no comando da petroleira. Monteiro irá permanecer em seu cargo de comando da estatal até a nomeação dos cargos, após a posse de Bolsonaro, em 1º de janeiro.

19/11/2018 11h38

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao Lexis 360

Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.