Assembleia cancelada não deve afetar negócio com Boeing, dizem fontes

Marcada para o próximo dia 22, reunião da Embraer foi cancelada após decisão do conselho

Por Isabella Miranda - redação@lexisnexis.com.br

Após a Embraer S.A. ter anunciado, na terça-feira (16), o cancelamento de uma das duas assembleias agendadas para a próxima segunda-feira (22), fontes familiarizadas com o assunto contaram ao Lexis360 que as deliberações esperadas para a assembleia são “rotineiras” e não instigam preocupações relacionadas a operação entre a companhia e a americana Boeing. Ainda assim, os detalhes completos da pauta seguem desconhecidos. O conselho administrativo suspendeu a reunião após receber recomendações e comentários de acionistas e agências especializadas acerca das alterações estatutárias propostas. De acordo com documentos veiculados na B3, o cancelamento tem o objetivo de melhor avaliar as sugestões recebidas, visando sempre os melhores resultados para a Embraer.

No entanto, o cancelamento não afetou a outra assembleia agendada para a mesma data e que discutirá temas como o novo presidente indicado da companhia, Francisco Gomes Neto, atual presidente da Marcopolo S.A., e a adequação da redação do estatuto social, que deverá refletir o aumento de capital realizado em 2018. Mesmo que essas deliberações afetem a estrutura da companhia e possivelmente possam atingir a joint venture, a parceria estratégica só será consumada após a sua aprovação por autoridades concorrenciais brasileiras, dos Estados Unidos e de outras jurisdições aplicáveis, bem como a satisfação de outras condições usuais. 

Acesso restrito. Faça seu login .

Este conteúdo é exclusivo para assinantes Lexis 360

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao Lexis 360

Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.