Empréstimos intercompanhia atingem US$ 32,3 bilhões em 2018

Utilizado como respiro para o orçamento, recurso também vira linha de crédito mais barata

Por Isabella Miranda - redação@lexisnexis.com.br

O número de empréstimos exteriores para ajudar empresas, também conhecidos como intercompanhia, saltaram de US$ 6,2 bi, em 2017, para US$ 32,3 bi, segundo informações do Estado de S. Paulo. As empresas multinacionais, que atravessaram dificuldades durante a crise econômica, tiveram que pedir uma espécie de “socorro” para suas matrizes, solicitando este tipo de empréstimo. Além de um “respiro” para as contas, esse recurso pode ser utilizado com outras finalidades, servindo como um acesso mais barato ao crédito para as empresas que estão se preparando para investir.

Cerca de dois terços dos recursos que vieram para o país, foram encaminhados para o setor industrial. Ele sofreu, juntamente com o setor de serviços, dificuldades com a lentidão da economia nacional e a queda na demanda interna. Paralelamente, enquanto esses empréstimos cresciam, a participação no capital — os recursos que incluem compras, fusões ou expansão de empresas no Brasil — caiu 12,5%, indo de US$ 64 bilhões para US$ 56 bilhões em um ano.

 

Acesso restrito. Faça seu login ou cadastre-se agora.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes Lexis 360

Cadastre-se gratuitamente

para ter acesso por 7 dias

ou

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao Lexis 360

Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.