Bancos esperam crescimento das carteiras de crédito para grandes empresas

Alta deve ser moderada diante do aquecimento do mercado de capitais

O mercado bancário espera um aumento nas carteiras de crédito para grandes empresas. Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, a expectativa é fomentada pela baixa na taxa básica de juros (6,5%) e pelos programas de privatizações dos governos federal e estaduais. A perspectiva do setor é de que as desestatizações aumentem a demanda por financiamento de operações de M&A, diante da redução dos empréstimos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A retomada dos investimentos e a melhora na confiança sobre o cenário econômico local também influenciam as projeções do setor bancário. O ritmo de expansão das carteiras de crédito, no entanto, deve ser menor que o verificado nos ciclos anteriores de crescimento. O apetite moderado por empréstimos se deve ao aquecimento do mercado de capitais, que permite as empresas alongar dívidas a um custo mais baixo. As emissões de debêntures foram recorde em 2018, chegando a R$ 147 bilhões, crescimento de 52% em relação a 2017.

Acesso restrito. Faça seu login ou cadastre-se agora.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes Lexis 360

Cadastre-se gratuitamente

para ter acesso por 7 dias

ou

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao Lexis 360

Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.