Leilões de arrendamento e privatização vão acontecer ainda no primeiro semestre

Dez áreas portuárias e SPTuris estão engatilhados para próximos meses

Por Isabella Miranda - redação@lexisnexis.com.br

O Presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou, através de sua conta no Twitter, que a Secretaria de Portos irá arrendar 10 áreas portuárias, participantes do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), ainda no primeiro semestre de 2019. Segundo o presidente, as concessões de 4 das 10 áreas serão feitas em 22 de março, data marcada para o leilão, assim como informado no edital publicado no final de 2018. Segundo informações do Portos e Navios, duas das dez áreas que serão arrendadas são terminais localizados no porto de Cabedelo (PB), e uma delas fica em Vitória (ES). Os quatro terminais devem atrair cerca de R$ 200 milhões em investimentos, de acordo com a estimativa feita no final do ano passado.

Paralelamente, o leilão de privatização da São Paulo Turismo (SPTuris), empresa municipal que tem como principal ativo o Complexo Anhembi, pode superar o lance mínimo de R$ 1 bilhão em 40%. O complexo foi construído na década de 1970 e têm mais de 400 mil metros quadrados, contando com a estrutura do sambódromo, um pavilhão de eventos, o centro de convenções com quatro auditórios e estacionamento. De acordo com informações do Estado de S. Paulo, durante o terceiro trimestre de 2018, o complexo do Anhembi acumulou  prejuízo operacional do complexo de R$ 5,7 milhões. A prefeitura afirmou, ao lançar o edital que, além do ganho com o leilão, deixará de ter perdas de R$ 2 bilhões, nos próximos 15 anos.

Acesso restrito. Faça seu login .

Este conteúdo é exclusivo para assinantes Lexis 360

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao Lexis 360

Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.