Provedores regionais de internet devem crescer via M&A, aponta estudo

IDC projeta aumento de cinco pontos na participação este ano

Por Isabella Miranda - redação@lexisnexis.com.br

Os pequenos prestadores de serviços de telecomunicações e de conectividade e internet, conhecidos como provedores regionais, consolidaram uma forte participação no mercado de banda larga e ganharam destaque nas previsões da International Data Company (IDC). Segundo informações do Convergência Digital, o estudo IDC Predictions Brazil projetou que os provedores regionais vão aumentar a participação de mercado em cinco pontos porcentuais neste ano, ultrapassando 25% do total de conexões de banda larga fixa. O estudo nomeou como provedores regionais companhias que ofertam banda larga, excluindo da lista grandes empresas como Claro, Telefônica, Algar, Oi e TIM.

Fortalecer a infraestrutura dos serviços oferecidos pelas provedoras locais e realizar a troca de rádio para fibra ótica exige investimento. Segundo a IDC, muitas empresas estão compreendendo que o caminho mais indicado para o crescimento é por meio de transações fusão e aquisição. "Em 2018, já teve movimento de M&A e vimos também fundos de investimentos entrando neste jogo", explica André Loureiro gerente de pesquisa e consultoria de TIC da IDC. O estudo ainda aponta um crescimento de 4,9% para o setor de TIC em 2019 e destaca a segurança da informação, inteligência artificial, big data analytics e nuvem pública como as principais tendências no setor de tecnologia da informação e telecomunicações no Brasil em 2019.

Acesso restrito. Faça seu login ou cadastre-se agora.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes Lexis 360

Cadastre-se gratuitamente

para ter acesso por 7 dias

ou

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao Lexis 360

Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.