Assine

Ser Educacional continua avaliando ativos, mas considera preços inadequados

Maior grupo privado de educação do país busca instituições de ensino regionais

O Ser Educacional, um dos maiores grupos privados de educação do Brasil, anunciou nesta quarta-feira (7) que segue analisando ativos para realizar aquisições, mas considera que os preços não estão adequados. O grupo busca instituições de ensino regionais, com licença de universidade ou centro universitário. As informações são do jornal Valor Econômico. 

Em setembro, o Ser informou que desfez a negociação para comprar a Unigranrio por R$ 500 milhões. Em fato relevante divulgado em março, o grupo de educação anunciou que o andamento das tratativas com a universidade ainda não haviam sido finalizadas e não tinha qualquer documento vinculante assinado com a instituição de ensino. 

Líder nas regiões nordeste e norte em alunos matriculados, o grupo foi fundado em 2003 e tem sede no Recife. O Ser possui cursos de graduação, pós-graduação, técnicos e ensino a distância para seus mais de 150 mil alunos, em 25 estados no país. 

Jânyo Diniz, presidente do Ser, disse ontem durante teleconferência com analistas e investidores sobre os resultados do terceiro trimestre do grupo que os polos de ensino a distância abertos neste ano estarão mais maduros em 2019. Esses centros vão oferecer, segundo o executivo, uma melhor performance econômica. 

 

Você está lendo 1 de 3 documentos liberados este mês

Cadastre-se gratuitamente

para ter acesso por 7 dias

ou

Por apenas

R$130,00

por mês no cartão de crédito

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao Lexis 360

Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.