Assine

Outros tipos de provas

Autor: Adriana Braghetta, sócia do L.O. Baptista Advogados

ATUALIZADO

Outras formas de produção de prova também podem ser requeridas ou determinadas na arbitragem.

Sobre essas possibilidades, o exemplo mais clássico é o da vistoria, que pode ser realizada diretamente pelo tribunal arbitral no site de uma obra, no maquinário, nos bens ou amostras de bens etc., que sejam relevantes para a disputa.

Nesse sentido, a criatividade na produção de provas não usuais tende a ser uma marca sofisticada do advogado que atua em arbitragens domésticas e internacionais, bem como do próprio tribunal arbitral.

Essa questão, em particular, ressalta uma das características da arbitragem – a flexibilidade. Logo, tanto as partes como o tribunal arbitral podem se valer desse ambiente propício à flexibilidade para explorar todas as possibilidades estratégicas, com criatividade, quando da produção de meios não usuais de prova.

Veja a seguir a Nota Prática Audiência de instrução.

Você está lendo 1 de 3 documentos liberados este mês

Cadastre-se gratuitamente

para ter acesso por 7 dias

ou

Por apenas

R$130,00

por mês no cartão de crédito

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao Lexis 360

Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.