Assine

CVM – Resumo editorial: procedimento diferenciado para realização da OPA da Trikem

ATUALIZADO

Órgão Decisor: CVM

Órgão Julgador: Colegiado

Número do Processo: RJ-2003/7909

Reg.: não indicado no site

Data da decisão: 28/10/2003

Decisão do Colegiado: Por unanimidade, o Colegiado concedeu procedimento diferenciado para a realização da OPA por aumento de participação, sendo utilizado como critério a comparação por múltiplos, para fixação do preço justo, sem a necessidade de apresentação de laudo de avaliação.

Relator: não indicado

Organização dos votos

Votantes:

Luiz Leonardo Cantidiano (Presidente)

Luiz Antonio de Sampaio Campos (Diretor)

Norma Jonssen Parente (Diretora)

Wladimir Castelo Branco Castro (Diretor)

Ata da decisão – Veja a ata da decisão.

Voto do relator – não disponível no site.

Manifestação técnica – não disponível no site.

Comentário editorial:

O pedido para a realização de OPA, com procedimento diferenciado, por aumento de participação, foi precedido de duas transações de vulto para a aquisição de ações de emissão da Trikem S.A. pela Braskem S.A. (envolvendo 13,4% e 10,1% do total das ações da Trikem S.A.). As ações foram adquiridas da Mitsubishi Chemical Corporation e Nissho Iwai Corporation, sendo partes independentes e não relacionadas.

Diante disso, foi solicitado o registro de OPA de ações ordinárias da Trikem, com previsão de permuta de ações em condições análogas às verificas nas transações acima indicadas.

O acionista detentor de 7,1% das ações ordinárias da Trikem, representando 99,965% dessas ações em circulação, declarou que aceita as condições de permuta oferecidas na OPA, sob registro na CVM.

O preço justo indicado para a realização da OPA considera como critério de avaliação da companhia a comparação de múltiplos, entendendo a CVM que a definição de “comparação de múltiplos” prevista no § 4.º do art. 4.º da Lei das S.A. admite a utilização de “transações comparáveis, em que o valor da companhia é avaliado com base em preços pagos em transações de vulto recentes, de compra e venda de ações, envolvendo bloco de ações, fusões e aquisições de empresas semelhantes à companhia objeto da avaliação.”

Com base nesses critérios o Colegiado decidiu aceitar o critério de avaliação da companhia com base nas transações relatadas, ocorridas em julho, para apuração do preço justo, sem a necessidade de apresentação de laudo de avaliação, considerando que o critério de avaliação adotado é similar ao critério de comparação por múltiplos, admitido na lei.

Aspectos tratados:

Você está lendo 1 de 3 documentos liberados este mês

Cadastre-se gratuitamente

para ter acesso por 7 dias

ou

Por apenas

R$130,00

por mês no cartão de crédito

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao Lexis 360

Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.
Campo obrigatório.